Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/07/19 às 8h29 - Atualizado em 3/07/19 às 8h29

Comitê de Gestão Estratégica faz balanço do primeiro semestre

COMPARTILHAR

 

 

O Comitê de Gestão Estratégica do Sistema Público da Agricultura do DF reuniu-se, nessa terça-feira (02), para fazer o alinhamento estratégico do setor. Participam da reunião, a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) e as Centrais de Abastecimento (Ceasa-DF).

 

O objetivo é fazer o balanço das ações do primeiro semestre de 2019. Também foi abordado o Planejamento Estratégico das três instituições para o período de 2019/2023.

 

Segundo o secretário de Agricultura, Dilson Resende, apesar de cada entidade (Seagri/DF – Emater/DF – Ceasa/DF) ter sua importância para o desenvolvimento rural do DF, trabalhar a agricultura como um sistema unido é muito importante.  “Uma das ideias que tivemos foi de trabalhar a Agricultura como um sistema e é como deve ser. A Secretaria tem sua função, a Emater tem a sua e a Ceasa tem a dela. Um tem que complementar o trabalho do outro. O governador Ibaneis está muito satisfeito com o que nós realizamos nesses últimos seis meses”, afirmou.

 

Segundo a presidente da Emater/DF, Denise Fonseca, apesar de algumas questões ainda precisarem de alinhamento, esse tipo de encontro é muito importante. “Esse encontro é muito bom, porque nesses seis meses de governo nós trabalhamos, os três juntos. Eu acho que nós estamos conseguindo fazer um sistema agricultura. Eu fico feliz de a gente ter conseguido chegar até aqui, mas eu vejo que a gente precisa de vários alinhamentos ainda”, ressaltou.

 

Já o presidente da Ceasa/DF, Wilder Santos, disse que buscou muitas parcerias durante o período e que o governador Ibaneis foi fundamental na busca por esses parceiros. “A Ceasa é um negócio gigantesco. Ao longo desses seis meses buscamos muitas parcerias dentro do GDF. Quero dizer que com Ibaneis conseguimos realizar algumas coisas com as parcerias”, lembrou.

 

Texto e foto: Ascom Seagri/DF