Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/11/20 às 12h18 - Atualizado em 27/11/20 às 12h18

Lideranças do setor debatem futuro da cadeia produtiva do leite no DF

COMPARTILHAR

 

O secretário de Agricultura do Distrito Federal (SEAGRI-DF), Candido Teles, recebeu nesta quinta-feira (26), em seu gabinete, representantes e lideranças de diversos setores do agronegócio, para tratar de assuntos relacionados ao desenvolvimento rural do DF.

 

Entre os assuntos debatidos, o apoio para o crescimento da cadeia leiteira no DF e entorno foi o principal tema debatido. Segundo o secretário, Candido Teles, é nicho do agronegócio, fundamental para agregar renda para o pequeno produtor.

 

Teles ressaltou ainda, a importância de ações para a melhoria da qualidade de vida dos moradores e trabalhadores do campo, além da geração de emprego e renda. “Essa é a vontade de um grupo de pessoas que tem interesse que o campo melhore. Nós temos consciência que quem sustenta o Brasil é o campo. A única coisa que está dando certo no Brasil hoje é o agronegócio”, afirmou o secretário de Agricultura.

 

O superintendente Federal de Agricultura do DF (SFA/MAPA), Willian Barbosa, lembrou que a cadeia do leite no DF caiu muito nos últimos anos. “Enquanto tínhamos o programa do leite, isso funcionava, depois não foi mais pra frente”, explicou

 

Segundo o superintendente, existe um laticínio no Entorno de Brasília que está disposto a instalar uma planta no DF, mas que a questão tributária que envolve os estados de Goiás e o DF acaba atrapalhando. “É um laticínio consolidado, com a produção, hoje, de duzentos mil litros de leite por dia. Nós precisamos fortalecer a indústria para que estimule os nossos produtores a voltarem a produzir, a investir no seu rebanho e crescer na sua produção”, afirmou.

 

O presidente da FAPE-DF, Fernando Cezar Ribeiro, também ressaltou a importância de estimular a cadeia leiteira no DF. Segundo ele, está sendo criada uma parceria entre todos os órgãos ligados ao setor do agronegócio como a SEAGRI, EMATER, CEASA, SFA/MAPA e Sistema FAPE-DF/SENAR-DF, para tentar incrementar e trazer uma agroindústria, para que se instale no DF. “Nós acreditamos que com essa agroindústria vindo, com potencial enorme de investimento, a gente consiga mostrar ao produtor rural que a cadeia produtiva do leite é viável e que teria onde escoar toda a sua produção”, explicou.

 

Ele também destacou que serão realizadas diversas ações para a capacitação do produtor de leite, para que ele não fique abandonado. “Nós estamos trabalhando a cadeia produtiva do leite em vários pontos diferentes. Nós estamos trabalhando através do Selo Arte, de treinamento, não só da EMATER, mas também do SENAR. Estamos criando vários instrumentos para incrementar a cadeia produtiva do leite”, destacou o presidente da FAPE-DF, Fernando Cezar Ribeiro.

 

O que pensa o setor produtivo

 

Carlos Roberto Martins, proprietário do Laticínios Buritis, disse que esse é um projeto interessante, mas que precisa ter o desejo dos dois lados, para que funcione. Ele explicou que é necessário fazer um trabalho por etapas, estruturando e desenvolvendo a bacia leiteira. “Da nossa parte existe interesse. Hoje é uma bacia pequena, e você tem que reestruturar para começar a desenvolver. É um trabalho de base, demorado, e que eu falo pra você que é em três etapas. Como é uma planta nova, vamos começar a captação, depois montar uma base de resfriamento e a terceira etapa vai ser montar o laticínio”, explicou.

 

O produtor de leite, Ronaldo Vasconcelos, ressaltou que essa é uma iniciativa muito importante e que necessita do apoio do governo. “Testemunhamos uma queda muito grande na produção. O mercado do leite mudou muito. Essa iniciativa é muito importante e estou vendo isso como a possibilidade de inaugurar uma nova etapa.

O setor precisa de iniciativas públicas, de iniciativa do governo. Saio desta reunião com a perspectiva positiva e que de fato a gente possa se debruçar sobre a questão da produção do leite no Distrito Federal.

 

Também participaram da reunião, o secretário executivo de Agricultura, Luciano Mendes, a chefe de gabinete da Seagri, Claudia Betine, a subsecretária de Defesa Agropecuária, Cristiane Taques; a diretora executiva, Loiselene Trindade; a coordenadora de Bovinocultura da Emater, Flávia Lage; a superintendente do Sistema FAPE-DF/SENAR-DF, Kelly Cristina Costa do Nascimento, entre outros.

 

Texto e foto: Ascom Seagri-DF

 

 

Leia também...