Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/20 às 9h44 - Atualizado em 26/05/20 às 9h45

Portaria define biosseguridade mínima para granjas de suínos

COMPARTILHAR

 

A Secretaria da Agricultura do Distrito Federal (Seagri) publicou a Portaria nº 19, de 07 de maio de 2020, que estabelece as regras mínimas de biosseguridade para estabelecimentos que produzem suínos para fins comerciais em todo o DF.

 

A portaria trata de diversos itens como cerca de isolamento e tela de proteção, embarcadouro e desembarcadouro, armazenamento de ração e insumos, controle integrado de pragas, visitas às unidades produtivas e até mesmo da água utilizada para o consumo dos animais, entre outras questões importantes para a segurança das granjas de suínos.

 

Segundo a subsecretária de Defesa Agropecuária da Seagri, Danielle Araújo, a portaria faz parte de um plano que a Defesa Agropecuária elaborou no ano passado prevendo algumas medidas para evitar a entrada da peste suína clássica no DF. “A Portaria é uma das diversas ações que estamos tomando para evitar a entrada da peste suína clássica no DF. Estamos dentro da área livre da doença, mas a ocorrência em alguns estados do Nordeste fez com que buscássemos novas medidas preventivas e aumentássemos a vigilância. A intenção desta Portaria é estabelecer itens mínimos de biosseguridade para mitigar os riscos e melhorar a proteção das granjas de suínos, buscando evitar a introdução e disseminação, não só da peste suína clássica, mas também de outros agentes infecciosos causadores de doenças que podem trazer prejuízos para a produção suína, que é bastante expressiva aqui no Distrito Federal”, explicou a subsecretária.

 

A Portaria foi amplamente debatida junto às Associações de Suinocultores do DF e, posteriormente, exposta à consulta pública antes de ser publicada.

 

Confira aqui a portaria na íntegra!

 

Ascom Seagri-DF