Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/06/21 às 14h50 - Atualizado em 11/06/21 às 15h00

Produtores assinam contratos do FDR

COMPARTILHAR

 

Foram entregues nesta sexta-feira (11), na Secretaria de Agricultura (Seagri-DF), três cartas de crédito do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), para produtores do Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD-DF), núcleo rural Veredas em Samambaia, e outra para um produtor de Sobradinho. No total, foram entregues mais de R$ 456 mil em créditos que podem ser utilizados pelos produtores para a compra de máquinas e implementos agrícolas e outros bens e serviços para o fomento da produção agropecuária.

 

O secretário de Agricultura, Candido Teles, disse que quer ampliar os recursos do FDR e de outros fundos como o Prospera, por exemplo. Ele aproveitou a oportunidade para reforçar o compromisso da Seagri no apoio aos produtores do DF em várias frentes de atuação, principalmente, na regularização fundiária. “Nosso objetivo é sempre atender o produtor”, ressaltou.

 

O secretário-executivo de Agricultura, Luciano Mendes, explicou que todos os recursos que entram na Secretaria são reinvestidos na área rural. “Aqui a gente devolve 100% para a área rural de duas formas, uma é essa como crédito ao produtor subsidiado a 3%aa, e a outra é com a compra de máquinas e implementos para serem repassados às associações e cooperativas”, explicou.

 

O diretor de Fundos da Seagri-DF, Edson Rohden, disse que essas cartas de crédito foram entregues em tempo recorde. Segundo ele, a previsão normalmente é de 60 dias, e essas foram entregues em menos de 45 dias. “Neste momento, a facilidade do crédito é muito importante. Estamos vivendo um momento que as coisas aumentam de valor todos os dias. Quanto menos demorar, maior a probabilidade de viabilizar a atividade do produtor”, destacou.

 

“Outro fator importante, é que o crédito vai direto na conta do produtor, isso dá a ele maior poder de barganha quando for comprar o seu bem. Só precisa prestar conta, mas ele pode escolher o fornecedor de sua preferência. Isso ajuda na geração de emprego, renda e na manutenção das pessoas no espaço rural”, completou Rohden.

 

Josafá Ximenes Martins, que produz folhosas na região de Samambaia e recebeu sua carta de crédito das mãos do secretário de Agricultura, disse que irá utilizar os recursos do Fundo para adquirir um veículo. Segundo ele, isso vai ajudar na entrega de seus produtos para os mercados locais. “Isso é muito importante, é uma ajuda e tanto. Imagina que você está com a mercadoria na sua propriedade e não tem como vender. Com esse carro eu vou conseguir transportar minha mercadoria até um ponto de venda”, afirmou.

 

Como acessar

 

Para acessar o FDR é preciso ter um projeto elaborado pela Emater-DF. É necessário documentos da terra, documentos pessoais, certidões negativas de débito, inclusive junto a Serasa, garantias, Cadastro Ambiental Rural (CAR), entre outros. São 3% aa de juros, com rebate de 25% na taxa de juros, caso o pagamento seja dentro do prazo, o que faz com que o juros pago pelo produtor fique em 2,25% aa. A carência para o pagamento pode chegar a até dois anos, dependendo do projeto.

 

Ascom Seagri-DF